Dupla assalta sítio e obriga mulher a beber sangue do marido

A Polícia Civil já identificou os suspeitos do crime, mas eles ainda não foram localizados

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

A Polícia Civil de Paineiras, na região Central de Minas, investiga um assalto com requintes de muita crueldade na última sexta-feira (30). De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, uma dupla armada entrou no sítio de um casal, na zona rural da cidade, e roubou R$ 1.500 e levou um cheque no valor de R$ 2.000. Não satisfeitos em levar o dinheiro, os criminosos atiraram no rosto do dono do sítio, de 52 anos, e obrigaram a mulher dele, de 58 anos, a beber o sangue.

Ainda de acordo com a polícia, a mulher dele, contou à polícia que o homem foi abordado, por volta das 5h,  na entrada de casa e levado para dentro, onde eles foram amarrados e torturados. Os bandidos entraram na casa pedindo dinheiro, porque sabiam que o casal guardava uma quantia em casa. Os suspeitos reviraram o imóvel e durante a abordagem disseram que sabiam que eles tinham vendido um imóvel e que queriam o dinheiro da venda.

Depois de só conseguir o cheque e R$ 1.500, os criminosos atiraram no maxilar esquerdo do homem e fizeram com que a mulher bebesse o sangue dele. A vítima contou que os bandidos eram bastante agressivos e estavam encapuzados, ambos eram morenos.

O casal foi socorrido por vizinhos para o Pronto Atendimento de Paineiras. A mulher foi atendida e liberada, já o homem foi encaminhado para o Hospital Municipal Monsenhor Flavio Damato em Sete Lagoas, também na região Central, onde permanece internado.

Ainda segundo a assessoria de imprensa da polícia, o delegado Fabiano Mattos de Melo informou que já identificou os suspeitos, mas eles ainda não foram localizados. Segundo ele, por enquanto, não serão dadas mais informações sobre o caso, para não atrapalhar as investigações. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave