Dalmo terá imortalidade alvinegra, diz Santos após morte do ex-jogador

"O que ele fez está guardado na memória de todo o santista, de todas as gerações", afirmou presidente do clube, em nota

iG Minas Gerais | Folhapress |

Lateral foi o herói do bicampeonato mundial do Peixe, autor do gol contra o Milan, no Maracanã, no terceiro jogo da final
Santos/Divulação
Lateral foi o herói do bicampeonato mundial do Peixe, autor do gol contra o Milan, no Maracanã, no terceiro jogo da final

O Santos lamentou nesta segunda-feira (2) a morte do ex-jogador Dalmo Gaspar, 82, autor do gol que deu ao clube o título do bicampeonato mundial em 1963.

"Lamentamos a morte de um dos grandes jogadores da história do clube. O que ele fez está guardado na memória de todo o santista, de todas as gerações, e dá a ele a imortalidade alvinegra", disse o clube em nota.

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, decretou luto de sete dias.

O ex-lateral esquerdo estava internado no hospital Paulo Sacramento, em Jundiaí, desde o início do ano com uma infecção no sangue. Estava sendo tratado a base de antibióticos.

Leia tudo sobre: dalmo santospeixesantos