Conta separada tornará taxa justa

A economia de água por apartamento é o principal benefício da implantação dos hidrômetros individuais

iG Minas Gerais | Angélica Diniz |

A síndica Teresa Braga, moradora de um condomínio no bairro São José, na região da Pampulha, faz parte dos 2% que têm hoje a medição individualizada do consumo de água. Com a norma do governo, que pretende sobretaxar quem não economiza água, ela acredita que será mais tranquilo controlar os gastos.  

“Os condôminos preferiram, até agora, dividir igualmente a conta de água. Mas aqui tem apartamentos ocupados por um morador e outros por quatro ou cinco pessoas. Cada um controlando seus gastos, se houver sobretaxa, os moradores econômicos não pagarão pelos outros”, afirma.

A economia de água por apartamento é o principal benefício da implantação dos hidrômetros individuais. De acordo com o engenheiro Rony Rossi Horta, proprietário de uma empresa de medidor de hidrômetros, o resultado é garantido.

“Instalei hidrômetros em um condomínio, e o retorno do investimento já é visível. A conta de água que era R$ 9.000 foi reduzida para R$ 3.000”.

Com o sistema implantado no condomínio, a detecção de vazamentos também fica muito mais fácil, já que a empresa responsável pelo serviço monitora o consumo de água todo o tempo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave