Suspeitos matar taxista e filha de 5 anos em são presos

Polícia Civil confirma que dois suspeitos de terem cometido o crime foram presos e encaminhados para o presídio de Andrelândia

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

Vítimas saíram de casa no último sábado (17)
FACEBOOK / REPRODUÇÃO
Vítimas saíram de casa no último sábado (17)

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia Civil em Rio Preto, confirmou que dois suspeitos de matar o taxista de 40 anos e da sua filha de apenas 5 em  Bom Jardim de Minas, na Zona da Mata, foram presos e levados para o presídio de Andrelândia. No local onde foram presos, encontraram uma arma que pode ter sido usada para cometer o crime. 

Relembre o caso

No dia 17 de janeiro, o taxista Natanael José Landim recebeu um telefone para um corrida. Ao sair, levou a filha, Gabriele. No entanto, os dois desaparecerão e seus corpos foram encontrados carbonizados. O crime chocou os moradores da pequena cidade Bom Jardim de Minas. 

A vítima possuía um Fiat Uno que foi encontrado totalmente queimado no povoado de Manejo, na zona rural de Lima Duarte, cerca de 50 quilômetros da cidade que as vítimas moravam.

Com a placa do veículo, foi possível chegar ao nome de Landim. Policiais de Lima Duarte entraram em contato com a equipe de Bom Jardim de Minas e descobriram que o dono do automóvel havia desaparecido. Próximo ao Fiat Uno foi encontrada uma garrafa pet vazia com odor de gasolina.

Os corpos estavam cobertos com tapetes do carro e envolvidos em pneus. Familiares de Landim e Gabriele estiveram no local e identificaram as vítimas. Após os trabalhos da perícia, os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da região.  .

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave