Morre Aldo Ciccolini, decano dos grandes pianistas

Ele morreu aos 89 anos, em sua residência na região de Paris depois de passar várias semanas internado em um hospital

iG Minas Gerais | AFP |

Morre o pianista francês de origem italiana Aldo Ciccolini
AFP
Morre o pianista francês de origem italiana Aldo Ciccolini

O pianista francês de origem italiana Aldo Ciccolini, um virtuose conhecido mundialmente, faleceu nesse sábado (31) aos 89 anos em sua residência na região de Paris.

"Ele passou várias semanas no hospital e retornou para casa na semana passada", afirmou à AFP o empresário e amigo Paul Blacher.

Nascido em Nápoles em 15 de agosto de 1925, Ciccolini era o decano dos grandes mestres do piano. Trabalhou primeiro o domínio do instrumento, depois a composição e começou a ganhar vários prêmios, até conseguir o posto de professor em um conservatório em 1947.

Dois anos mais tarde triunfou no exigente concurso Marguerite Long-Jacques Thibaud de Paris e se mudou para esta cidade.

Solista nas grandes orquestras sinfônicas mundiais, interpretou Bach, Scarlatti, Rachmaninov, Grieg ou Borodin sob a direção de maestros como André Cluytens, Pierre Monteux, Charles Münch ou Wilhelm Furtwängler. 

Leia tudo sobre: pianistafrancêsAldo Ciccolinimorte