PAC ajudou, mas problemas no local persistem

A dona de casa Jane da Silva Toledo, 38, nasceu e vive no aglomerado da Serra. Para ela, houve progresso nos últimos anos, mas muito ainda precisa melhorar

iG Minas Gerais | Bárbara Ferreira |

Líder comunitária na vila Nossa Senhora da Conceição, no aglomerado da Serra, na região Centro-Sul da capital, Irene Bitencourt, 63, acompanha de perto todas as intervenções na área e acredita que mais deveria ser feito. “Aos poucos, com a chegada das verbas do PAC, as coisas aconteceram aqui, mas ainda não é suficiente. Falta iluminação pública para todos, tratamento de esgoto e infraestrutura para o interior da vila e para os becos”, reclama.  

Irene conta que, anos atrás, tudo que os moradores conseguiam era por meio do Orçamento Participativo, com verbas bem menores. Por isso, ela acha que os recursos federais são importantes, mas denuncia que é sempre necessário correr atrás e procurar a prefeitura para tirar alguma obra do papel.

A dona de casa Jane da Silva Toledo, 38, nasceu e vive no aglomerado da Serra. Para ela, houve progresso nos últimos anos, mas muito ainda precisa melhorar. “Era ‘esbarrancado’, a gente não tinha rede de esgoto. Chegaram coisas que não tinham”, afirma, destacando que o acesso à entrada da comunidade ficou mais fácil após a construção das avenidas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave