Goleiro se inspira em feras como Fábio, Taffarel e Jefferson

Rodrigo quer fechar o gol da Veterana e se tornar um dos grandes nomes deste Campeonato Mineiro

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Cidades - Pocoa de Caldas - Minas Gerais
Especial do Campeonato Mineiro 2015
Preparacao da equipe da Caldense 
Treino fisico no CT da Caldense
na foto: Rodrigo

Foto: Uarlen Valerio / O Tempo -   09.01.2015
UARLEN VALERIO / O TEMPO
Cidades - Pocoa de Caldas - Minas Gerais Especial do Campeonato Mineiro 2015 Preparacao da equipe da Caldense Treino fisico no CT da Caldense na foto: Rodrigo Foto: Uarlen Valerio / O Tempo - 09.01.2015

Poços de Caldas. Não é preciso ter mais de 1,90 m de altura para se tornar um goleiro reconhecido no mundo do futebol. O brasileiro Taffarel, o mexicano Jorge Campos e o colombiano Higuita são provas disso. É seguindo a trilha desses ícones que o arqueiro da Caldense, Rodrigo, tenta fechar o gol da Veterana e se tornar um dos destaques deste Campeonato Mineiro.

Rodrigo, aliás, espelha-se muito no ex-goleiro do Atlético e da seleção. Curiosamente, ambos possuem a mesma altura, 1,82 m. “O Taffarel sempre foi uma inspiração para mim. Muito rápido, seguro, orientava bastante. Acho o Taffarel um dos goleiros mais completos da história do Brasil. E fico feliz em vê-lo como treinador de goleiros da seleção”, declarou o goleiro da Caldense.

Mas Rodrigo também se inspira em outros nomes para se transformar em uma referência da posição.

“Em Minas, eu sou fã do Fábio. Um dos goleiros mais excepcionais com quem já joguei contra. Também já tive o prazer de conversar com o Jefferson, outro cara sensacional, goleiro de seleção, grande pessoa também”, disse. 

Leia tudo sobre: caldenserodrigogoleirodestaquefutebolcampeonato mineiro