Imitando a Ariel

Pra suportar o calor, só mesmo virando sereia. Confira como investir no visual que é o trend da estação

iG Minas Gerais | Lorena K. Martins |

De olho na tendência, a marca Farm lançou a fantasia de sereia para a sua coleção de Carnaval deste ano
FARM/DIVULGAÇÃO
De olho na tendência, a marca Farm lançou a fantasia de sereia para a sua coleção de Carnaval deste ano

Durante o verão, alguns truques para driblar as altas temperaturas são essenciais. Uma roupa com tecido mais leve pode ser uma ótima aliada quando combinada com um coque bem alto pra deixar a nuca fresca, por exemplo. Mas parece que as artimanhas do styling não são tão eficientes. Para suportar o calor - com estilo, a tendência da vez é se passar por sereia, isso é, investir em produções cada vez mais espelhadas no fundo do mar. Para alguns, o sereísmo fashion é levado às últimas consequências, com looks, maquiagens e cabelos, uma produção completa que facilmente pode ser confundida com uma das irmãs da Ariel.

O trend veio da passarela, é claro, que nunca dispensa inspirações náuticas em suas coleções. Logo em 2012, a Chanel fez um clássico desfile inspirado no fundo do mar, com direito a Florence Welch cantando dentro de uma concha no desfile. Já a coleção de resort de 2015 da Burberry recriou a mesma tendência com peças holográficas e acabamentos com lantejoulas que recriam as escamas do rabo da sereia. No verão de 2015, durante o Fashion Rio, o mineiro Victor Dzenk se inspirou justamente no universo da Pequena Sereia para nortear a sua coleção, começando pelas modelos que se tornaram uma versão mais moderna e fashion da própria Ariel.

A mais bonita dos mares

Vista demasiadamente, a beleza parece ter mesmo sido inspirada nas clássicas figuras mitológicas, afinal, debaixo do sol, só sendo sereia – ou fingindo ser – para manter o glamour. Para não dar trabalho, os cabelos vieram com textura molhada, uma recriação quase fiel daquela sensação de ter acabado de sair do banho de mar. Por outro lado, meninas se rendem ao sea punk, tendência dos cabelos coloridos, mais precisamente no azul, verde, lilás em tons pastéis, que lembram as cores do fundo do oceano. Cores que colorem a cabeça e que não são mais tão raras de se esbarrar por aí.

“Pintar os cabelos com esses tons mais aquosos tem tudo a ver com essa onda do sereísmo. Mas essa moda já começou desde quando a Katy Perry passou a usar os cabelos coloridos, e isso acaba também influenciando as pessoas. Não acredito que isso seja uma tendência que fique, porque não é todo mundo que fica bem com essas tonalidades claras, como se estivessem lavadas pelo mar”, acredita Jô Martins, beauty artist do Camilla Silva Beauty House.

Realidade fora do mar

Ainda de acordo com Jô Martins, a forma de encarar a Pequena Sereia é ir de leve no mood, com pequenas intervenções. Por isso, invista no make e abuse do azul, já que – com perdão do trocadilho – é a cor mais quente. “Não acho que a mulher mineira tem o perfil para encarar o cabelo com aspecto molhado, mas para quem que estar dentro desse movimento, uma forma legal é usar sombras e blushs mais cremosos, dá pra brincar com cores mais lavadas, que remetem à Pequena Sereia”, aconselha. Quanto ao azul, a aposta, de acordo com Jô, é certeira, pois combina com diversos tons de pele. Coincidências à parte, de olho na beleza das sereias, a marca O Boticário se inspirou justamente no mote de as mulheres-peixe causarem fascínio por sua beleza irresistível – diz a lenda – para ir a fundo e lançar sua coleção “Intense Sereias Urbanas”, com sombras azuis, batons com brilho holográfico e pó de efeito bronzeador: tudo parece ter saído de uma nécessaire equipada da Ariel. “Os olhos são peça-chave no look da sereia. Dá para apostar em tons fortes, incluindo brilho, sem medo de ousar. Basta combinar os produtos certos e se jogar no mood”, ensina Sadi Consati, consultor criativo da linha. Com essa dica preciosa, que parece ter saído dos segredos dos sete mares, você já tem tudo de que precisa para ser sereia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave