Personagem dura na queda

Arlete Salles vence câncer se prepara para voltar à televisão em “Babilônia”, próxima trama das nove

iG Minas Gerais | geraldo bessa |

Alegria. 
Arlete Salles conta que se diverte com suas personagens
CZN
Alegria. Arlete Salles conta que se diverte com suas personagens

O último ano foi de fortes emoções para Arlete Salles. Diagnosticada com câncer no seio, em janeiro de 2014, a atriz de 72 anos teve de se afastar do teatro e recusar os convites da televisão em nome de sua saúde. Seguido à risca, o tratamento teve resultado positivo. Atualmente, Arlete se mostra totalmente pronta para voltar ao ar, o que vai acontecer em “Babilônia”, novela que Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga escrevem para o horário das nove. E que estreia depois do Carnaval. “Fiquei tão feliz com o convite. Pois faz muito tempo que não trabalho nesse núcleo. Gosto muito do que faço e passei a dar ainda mais valor depois das complicações de saúde recentes”, ressalta.

Na trama, Arlete será a exagerada Consuelo, perua emergente e divertida, papel criado pelos autores especialmente para a atriz. “O pouco que li do texto já me deixou muito feliz. Gosto de interpretar mulheres fortes e um tanto excêntricas como a Consuelo. Além de me divertir, o público também se apega”, entrega.

Longe das novelas desde “Fina Estampa”, de 2011, Arlete confessa que já estava sentindo saudades da rotina de um folhetim. Nos últimos quatro anos, ela se dedicou ao teatro e a pequenas participações em séries como as extintas “Louco Por Elas” e “A Grande Família”. “Novela é um trabalho mais intenso. Não é só chegar, participar e ir embora. Por alguns meses você vive aquela história. Isso é muito especial para mim”, jura. Sem querer desfalcar a trama, mas ciente de que poderia dizer “não” caso não se sentisse bem, Arlete começou a retomar o trabalho aos poucos. Primeiro, com uma curta temporada de “O Que o Mordomo Viu”, espetáculo onde atua ao lado de Miguel Falabella. Sentindo que sua disposição estava intacta, percebeu que a volta às novelas seria o próximo passo. “Cheguei em um momento onde posso recusar convites. Mas só recusaria mesmo se fosse pela questão da saúde. Como está tudo bem, esse papel é mais que bem-vindo”, valoriza.

Sem grandes segredos para compor a personagem, Arlete busca inspiração no texto e nas conversas com os autores. Além, é claro, de encontrar pequenas referências em sua vasta coleção de papéis. “A figura de mulheres ricas e exageradas pode ter muitas abordagens. Mas Consuelo não se limita ao estereótipo. Existe um mistério por trás. Novela é assim”, ressalta, entre risos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave