Força e muita coragem

Carol Barcellos vive aventuras e testa seus limites físicos no “Planeta Extremo”, quadro que agora virou programa

iG Minas Gerais | luana borges |

Vantagens. Carol Barcellos conta que oportunidade de conhecer lugares diferentes é uma atração
Isabel Almeida/czn
Vantagens. Carol Barcellos conta que oportunidade de conhecer lugares diferentes é uma atração

Ultrapassar os limites do próprio corpo é uma das principais motivações de Carol Barcellos. Adepta da prática de atividades físicas desde nova, ela conseguiu aliar seu gosto por aventura ao trabalho de jornalista. E já fez pautas dignas de atleta, como correr uma maratona no Polo Norte e escalar a Agulha do Diabo, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro, entre várias outras.

Desapegada de vaidades tipicamente femininas – salvo uma ou outra, como ter cabelo comprido e manter o corpo em forma –, Carol foi convidada para apresentar, ao lado de Clayton Conservani, o “Planeta Extremo”, agora em formato de programa. Do total de oito episódio, ela gravou três, em que participou de uma ultramaratona na Amazônia, mergulhou em cavernas na China e escalou sequóias gigantes na Califórnia, nos Estados Unidos. “Poder se desafiar é um privilégio. Ter a chance de me testar e de ir a lugares espetaculares é muito bom”, avalia ela, que lida bem com as situações extremas que precisa enfrentar para gravar esse tipo de matéria. “Me adequo bem ao programa porque não vou sofrer se ficar seis dias sem pentear o cabelo. Não vou nem lembrar”, admite, às gargalhadas.

Para encarar as gravações em lugares inóspitos, Carol passou a fazer um treinamento físico mais intenso. Apesar de sempre correr e praticar esporte, antes ela não tinha um compromisso tão específico como, por exemplo, completar o trajeto de 127 quilômetros da ultramaratona da Amazônia. “Desde quando entrei para o ‘Planeta Extremo’, sigo o treinamento com mais disciplina. Treino cinco vezes por semana sempre”, assegura.

“Me adequo bem ao programa porque não vou sofrer se ficar seis dias sem pentear o cabelo. Não vou nem lembrar”

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave