Maratonista tricampeã em Boston é suspensa por 2 anos

A atleta não poderá participar de nenhuma competição até 29 de outubro de 2016, o que a exclui da Olimpíada-2016, no Rio de Janeiro

iG Minas Gerais | Folhapress |

Rita cumprirá suspensão até o dia 29 de outubro de 2016, por isso não poderá participar das Olimpíadas no Brasil
Tony Korumba/ AFP
Rita cumprirá suspensão até o dia 29 de outubro de 2016, por isso não poderá participar das Olimpíadas no Brasil

Tricampeã da maratona de Boston e bicampeã da maratona de Chicago, a queniana Rita Jeptoo foi punida com dois anos de suspensão devido ao uso de substância proibida, em decisão anunciada nesta sexta-feira (30).

A atleta não poderá participar de nenhuma competição até 29 de outubro de 2016, o que a exclui da Olimpíada-2016, no Rio de Janeiro.

A mais importante maratonista do Quênia já envolvida em um caso de doping testou positivo para a EPO, droga que possibilita o aumento da resistência e que foi usada também por Lance Armstrong -ciclista multivencedor do Tour de France que perdeu todos os títulos da competição por estar envolvido em trapaça.

O teste de Jeptoo foi realizado em setembro de 2014 -poucas semanas antes da conquista do segundo título em Chicago- como parte de projeto da federação queniana de combate à fraude no atletismo.

Desde primeiro de janeiro, o gancho de quatro anos é a punição mínima obrigatória para casos como o dela. Porém, o teste foi realizado em setembro passado, quando ainda vigorava a regra de dois anos de suspensão.

Leia tudo sobre: doppingmaratonarita jeptoo