Após operação do governo, PR vai apoiar candidato do PT

De acordo com o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), o anúncio formal do apoio será feito às 18h no hotel Meliá, em Brasília

iG Minas Gerais | Folhapress |

O PR decidiu na tarde deste sábado (31) apoiar o candidato do PT, deputado Arlindo Chinaglia (SP), para a Presidência da Câmara. Com a decisão, a disputa entre o petista e seu principal adversário, o peemedebista Eduardo Cunha (RJ) fica mais acirrada.

De acordo com o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), o anúncio formal do apoio será feito às 18h no hotel Meliá, em Brasília.

Com o apoio do PR, que tem 33 deputados, Chinaglia pode conseguir neste domingo (1º) até 179 votos. Para ser eleito em primeiro turno, ele precisaria chegar a 257 votos, o equivalente a metade dos parlamentares da Câmara mais um. Por isso, a ocorrência de um segundo turno é dada como certa na Casa.

No fim da tarde, o PP deve anunciar o apoio a Eduardo Cunha (RJ), candidato do PMDB e principal adversário de Chinaglia. Com isso, o peemedebista deve chegar a 200 votos.

O apoio do PR foi selado após o governo ter deflagrado uma operação que contou com a ajuda do ministro Antonio Carlos Rodrigues (Transportes), do PR. O governo cobrou o apoio a Chinaglia em troca da nomeação de Rodrigues na pasta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave