Damião busca eficiência de três anos atrás para superar Marcelo Moreno

Objetivo é igualar e até superar números do boliviano na última temporada

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

ESPORTES - BELO HORIZONTE - MG - REAPRESENTACAO CRUZEIRO
O time do Cruzeiro se reapresenta para a temporada 2015 na Toca da Raposa II .
NA FOTO: Leandro Damiao

FOTO: RICARDO MALLACO / O TEMPO - 07.01.2015
RICARDO MALLACO / O TEMPO
ESPORTES - BELO HORIZONTE - MG - REAPRESENTACAO CRUZEIRO O time do Cruzeiro se reapresenta para a temporada 2015 na Toca da Raposa II . NA FOTO: Leandro Damiao FOTO: RICARDO MALLACO / O TEMPO - 07.01.2015

No Cruzeiro, Leandro Damião já se sente em casa. A adaptação do jogador ao esquema tático de Marcelo Oliveira tem sido gradual, uma evolução constatada nos amistosos e que será colocada à prova neste domingo, na estreia do Campeonato Mineiro, contra o Democrata. Confiante, o novo avante celeste já mira feitos, entre elas igualar ou até mesmo superar os números obtidos por Marcelo Moreno no ano passado. O boliviano foi o artilheiro do Cruzeiro, com 24 gols marcados, e após duas passagens pela Toca obteve o título de maior artilheiro estrangeiro da história celeste, com 45 tentos anotados.

"Qualquer jogador quer fazer gols, nunca tive metas e sempre consegui alcançar vários objetivos na minha vida. E espero que eu possa ser melhor ou até igual ao Marcelo Moreno. Vou tentar fazer melhor do que ele fez aqui", destaca o centroavante.

Mas para superar Moreno, Damião terá que reviver no Cruzeiro seus bons tempos de Internacional. Em 2011, um ano após faturar a Libertadores, o jogador disputou 51 jogos oficiais e balançou as redes em 35 oportunidades, uma média de 0,69 gols por partida. Os números foram os melhores do Brasil. No ano seguinte, em 2012, ele, assim como Moreno em 2014, fez 24 gols com a camisa colorada (média de 0,55 por partida), mas nas temporadas seguintes a fonte secou.

A média de tentos pulou de 0,69 para 0,27 no ano passado, com Damião fazendo apenas 11 gols em 44 partidas com a camisa do Santos, o pior aproveitamento de sua carreira. Com a cabeça focada em uma nova oportunidade na carreira, Damião atribuiu a queda no rendimento a problemas físicos e lesões. Mas agora ele garante estar 100% para ajudar o Cruzeiro em suas ambiciosas metas em 2015.

"Nós conseguimos trabalhar bem fisicamente, o preparador fisico está nos ajudando bastante. Acho que isso não será um problema", pondera Damião, já ansioso pelo primeiro gol com a camisa estrelada.

"Com certeza eu espero isso. Vou fazer o máximo possível nos treinamentos. Com o grupo que a gente tem, se a bola estiver chegando, quero fazer bem o meu papel", finaliza. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave