Chegou a hora da volta do Spider

Se vencer Nick Diaz nesta sábado, lutador brasileiro voltará a ter a chance de reaver o cinturão contra o algoz Chris Weidman ou Vítor Belfort, que duelam no fim do mês

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

undefined

A vida é marcada por recomeços, mesmo quando se é uma lenda. A responsabilidade de ser um ídolo exige sacrifícios. A cada queda, um novo levantar. E a cada levantar, uma nova chance de ir além. Por mais de um ano, Anderson Silva conviveu com dúvidas, incertezas e a dor de uma lesão que chocou o mundo. No entanto, na noite deste sábado, em Las Vegas, a partir das 22h (de Brasília), contra o norte-americano Nick Diaz, ele tem a chance de provar, mesmo próximo dos 40 anos, que um rei jamais perde a majestade.

“Me sinto como se estivesse estreando no UFC. Só pelo fato de estar pisando aqui de novo, depois de tudo o que aconteceu, do ano horrível que passei, tenho que estar feliz e agradecer a Deus”, avalia Spider.

Detentor de todos os recordes significativos do UFC e apontado como o maior de todos os tempos, o brasileiro se acostumou a enfrentar grandes rivais e proporcionar espetáculos a públicos ensandecidos. Um misto de estilos, recheados por golpes inesperados e provocações, entre outras técnicas utilizadas para intimidar e desestabilizar o oponente. Ele sempre foi um showman.

Nunca subestime o coração de um campeão, é o que dizem. Falta pouco para que as respostas sejam dadas pelo grande nome do MMA nos últimos anos. Nick Diaz, que também vem de um período parado, que se cuide, pois Spider quer dar mais um show aos amantes do esporte.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave