Artilheiro treina e está liberado para estreia

Atacante está recuperado de dores musculares e pronto para ajudar o Coelho neste domingo

iG Minas Gerais | Antônio Anderson |

Rodrigo Silva fez dois gols em jogo-treino do América ante o Villa
RICARDO MALLACO / O TEMPO
Rodrigo Silva fez dois gols em jogo-treino do América ante o Villa

Recuperado de uma fadiga muscular na coxa esquerda, o atacante Rodrigo Silva está à disposição do técnico Givanildo Oliveira para o jogo de estreia do América no Campeonato Mineiro deste ano, marcado para este domingo, na cidade de Divinópolis, contra o Guarani.

O jogador havia reclamado de dores, na semana passada, logo depois de marcar dois dos três gols da vitória do Coelho por 3 a 1 sobre o Villa Nova, em jogo-treino realizado no CT Lanna Drumond. Rodrigo Silva realizou nos últimos dias apenas trabalhos de fisioterapia e reforço muscular e, nesta sexta, participou do treinamento coletivo entre os titulares.

O técnico Givanildo Oliveira não confirmou a escalação do América, mas o time deverá entrar em campo com João Ricardo; Patrick, Wesley Matos, Anderson Conceição e Bryan; Leandro Guerreiro, Thiago Santos, Mancini e Felipe Amorim; Rodrigo Silva e Henrique.

O jogadores do America fazem neste  sábado de manhã, no CT Lanna Drumond, um treino recreativo. A viagem para Divinópolis acontece logo após. Além do atacante Rodrigo Silva, a partida contra o Tamanduá também vai marcar as estreias de dois zagueiros – Wesley Matos e Anderson Conceição – e do meia Felipe Amorim com a camisa da equipe alviverde.

“O Campeonato Mineiro é uma competição com poucos jogos. Nesta primeira fase, se não der para a gente ganhar, não podemos perder. O importante é sempre conseguir somar pontos na tabela de classificação”, afirmou Felipe Amorim, que terá a responsabilidade de armar as jogadas ofensivas da equipe americana.

Polêmica. No ano passado, o América venceu o Guarani por 2 a 1 em um jogo marcado por polêmica. O Coelho saiu na frente com um gol de cabeça do zagueiro Renato Santos. A bola bateu no travessão e no chão, e a arbitragem confirmou a abertura do placar, causando revolta da equipe da casa, que argumentou que a bola não havia passado toda a linha. O Tamanduá empatou com Michel Cury, mas Tchô garantiu a vitória do Coelho, aos 45 min da etapa derradeira.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave