Evento terá fruta no cardápio e festa da Saideira no Mineirão

iG Minas Gerais | Bárbara França |

A 16ª edição do Comida di Buteco começa dia 10 de abril
Alex de Jesus
A 16ª edição do Comida di Buteco começa dia 10 de abril

Butequeiros, preparem-se. O Comida di Buteco, que chega à sua 16ª edição, começa no dia 10 de abril, mas já estão à venda os ingressos para a tradicional Saideira, evento de premiação do boteco vencedor e de confraternização entre participantes e público que acontece no dia 16 de maio. Como atrações confirmadas, show do Jota Quest e uma roda de samba no melhor estilo “bar na calçada”. Outra novidade desta edição é que a Saideira foi transferida do Largo na Saideira, onde acontecia nos últimos anos, para o estacionamento do Mineirão. “Há muita área verde e m<CW-24>uita sombra, o que garante mais conforto para o público. Além do mais, há mais espaço para colocar mesas”, justifica Filipe Pereira, gerente de área do concurso. Segundo ele, além de solucionar uma das maiores reclamações dos frequentadores do evento, que era o chão de terra, a mudança une dois daqueles que já são ícones da capital: o estádio e o Comida di Buteco. Mas até a Saideira, os butequeiros poderão provar muitas e muitas porções criativas e apetitosas oferecidas pelos 45 bares participantes. Frutas Enquanto abril não chega, os paladares já podem ir se aprontando para degustar sabores adocicados, afinal, o tema da vez são as frutas. Inspirado no livro “Frutas: Sabor à Primeira Mordida” de Gil Felippe, a ideia era oferecer um tema que fosse nacional, ao mesmo tempo que inspirasse utilizações mais regionalizadas. “A fruta é algo que representa muito o Brasil, principalmente fora dele. E os botecos têm tudo a ver com a frutas, principalmente pela simplicidade e pela facilidade de encontrar. O brasileiro sempre colocou a fruta em sua dieta e queríamos motivar isso nos petiscos, sem escolher um ingrediente que fosse mais escasso em algum lugar”, explica Maria Eulália de Araújo, responsável pela gestão dos botecos e uma das fundadoras do “Comida”. Abacaxi e banana estão entre as frutas mais lembradas na feitura das porções dos bares de BH, que exploram esses sabores sobretudo em geleias, molhos e até na apresentação dos pratos. Já a maior variedade de frutas e utilização de opções nativas se encontram nos bares das regiões norte e nordeste. É de lá, a propósito, uma das capitais que estreiam no concurso. Recife, ao lado de Curitiba, Porto Alegre e Brasília passam a integrar o circuito, que soma ao todo 20 cidades e 500 bares. “Nosso critério de escolha para participar do ‘Comida’ é ser o que chamamos de ‘boteco espontâneo’. Botecos que é mantido pelo dono e por sua família. Não são franquias, são pequenos empresários”, comenta Maria Eulália de Araújo, a responsável pela gestão dos botecos e uma das fundadoras do concurso.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave