Semáforos terão sinal sonoro para facilitar travessia

Licitação para compra de aparelhos foi anunciada nesta sexta-feira (30); ao apertar botão, pedestres serão orientados

iG Minas Gerais | Da redação |

Cidades  - Liberacao das pistas das avenidas Santos Dumont e Parana , no Hipercentro de Belo Horizonte MG, nos canteiros de obras do BRT, sistema de transporte rapido por onibus .  A abertura das vias e considerada crucial para comerciantes da regiao que querem garantir as vendas de Natal .  Na foto: Vista de Avenida Parana . Foto: Alex de Jesus/O Tempo 16/12/2013
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Cidades - Liberacao das pistas das avenidas Santos Dumont e Parana , no Hipercentro de Belo Horizonte MG, nos canteiros de obras do BRT, sistema de transporte rapido por onibus . A abertura das vias e considerada crucial para comerciantes da regiao que querem garantir as vendas de Natal . Na foto: Vista de Avenida Parana . Foto: Alex de Jesus/O Tempo 16/12/2013

Para facilitar e dar mais segurança durante a travessia das vias, os semáforos da capital mineira poderão ganhar os primeiras botões com sinal sonoro. A Empresa de Transportes e Trânsito do município (BHTrans) anunciou nesta sexta-feira (30) a abertura de licitação para a aquisição de 160 equipamentos, que deverão ser instalados nas intercessões das avenidas Paraná e Santos Dumont, no centro da capital.

A nova tecnologia – chamada botoeira – é usada para emitir um som que informa a condição da travessia. Quando pressionado o botão de comando, o equipamento avisará se o sinal está verde, amarelo ou vermelho. A intenção é de alertar os pedestres mais desatentos e, principalmente, os deficientes visuais.

De acordo com a BHTrans, os locais foram escolhidos por serem de grande circulação de pessoas. No início do ano passado, a região passou por reformas para receber as linhas de ônibus do Move, o que aumentou o fluxo de pedestres. Os aparelhos já foram testados e aprovados pelo órgão, que abrirá as propostas para a concorrência na primeira quinzena do próximo mês.

Mobilidade

Para o ex-presidente da Associação de Deficientes Visuais de Belo Horizonte (Andevibel), Agostinho dos Santos, a proposta é interessante e poderá ajudar na mobilidade dos deficientes visuais. No entanto, na avaliação dele, existem outras demandas mais urgentes que ainda não estão sendo discutidas. A instalação de barras de apoio nas estações de embarque e desembarque do Move, segundo Santos, é um exemplo de investimentos que são necessários para a capital.

"Temos que contar com a ajuda dos passageiros para a locomoção dos ônibus para as estações e também dentro das plataformas do Move. Com a implementação do BRT surgiram outras necessidades para a uma locomoção mais segura", afirmou.

Leia tudo sobre: trânsitopedestresbotoeirasBHTrans