Depois de quatro dias, acaba greve de ônibus em Curitiba

Motoristas e cobradores, que protestavam por salários atrasados, receberam os valores que lhe eram devidos nesta quinta

iG Minas Gerais | Folhapress |

Depois de quatro dias de paralisação, foi encerrada na noite desta quinta-feira (29) a greve dos ônibus de Curitiba (PR), que chegou a deixar a cidade sem nenhum tipo de transporte público por 48 horas.

Motoristas e cobradores, que protestavam por salários atrasados, receberam os valores que lhe eram devidos nesta quinta. Com isso, ainda no final da noite, 100% dos ônibus voltaram a circular. Desde quarta-feira (28), cerca de 80% da frota já estava nas ruas por ordem da Justiça.

Agora, a expectativa é pelo anúncio de uma nova tarifa. Segundo o prefeito Gustavo Fruet (PDT), por causa do aumento de custos e do deficit do sistema, que não se paga mais sozinho, a passagem pode subir para cerca de R$ 3 -hoje, está em R$ 2,85.

A prefeitura ainda tenta obter ajuda do governo do Paraná para financiar o sistema. O Estado, porém, enfrenta uma crise financeira que tem levado ao atraso de pagamentos e salários de servidores, e não está disposto a contribuir com a quantia que o município pede.

Além disso, empresas de ônibus se reuniriam a partir de hoje para estabelecer o reajuste salarial a ser concedido a motoristas e cobradores, cuja data-base é em fevereiro. Com o reajuste, mais um custo irá pesar sobre a tarifa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave