Guarda municipal atingida por bala de borracha fará nova cirurgia

Segundo mãe da agente, ela estava sentindo muitas dores no local atingido, porque infeccionou; servidora foi baleada durante confusão entre PMs e guardas municipais

iG Minas Gerais | Cínthia Ramalho |

Uma guarda ficou ferida após ser atingida no rosto por uma bala de borracha
Web Repórter
Uma guarda ficou ferida após ser atingida no rosto por uma bala de borracha

A guarda municipal Lilian Emiliano de Oliveira, de 28 anos, atingida por um projétil de borracha durante um conflito entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar, no dia 15 de janeiro, no centro de Belo Horizonte, vai passar por uma nova cirurgia na tarde desta sexta-feira (30).

Segundo Lindalva Emiliano de Oliveira, 52, mãe da agente, Lilian estava se queixando de fortes dores no rosto e, por isso, teve que ser internada novamente. A guarda deu entrada no Hospital Maria Amélia Lins, no bairro Santa Efigênia, na região Leste da capital, na última segunda-feira (26) e deve passar por cirurgia nesta sexta. “Parece que o local onde foi feito a primeira cirurgia infeccionou, por isso, eles vão ter que abri-lo novamente para ver o que aconteceu”, afirmou.

Ainda segundo a mãe da guarda, Lilian está consciente e já passou por exames bacteriológicos, para saber o que poderia ter causado a infecção, porém, os resultados ainda não foram divulgados. Procurada, a assessoria do hospital não soube informar se a guarda municipal passará por cirurgia nesta sexta.

Relembre

No dia 15 de janeiro, um grupo de guardas municipais trabalhava na região da rodoviária, no centro de Belo Horizonte, quando abordaram o policial militar reformado Daleimar Hilário Moreira, que estaria trabalhando com transporte clandestino. O militar chegou a receber voz de prisão, mas teria resistido a ação.

Durante a abordagem, Moreira teria agredido um guarda, que revidou com disparo de uma arma de choque elétrico. Em seguida, policiais militares que estavam no local chegaram para ajudar Moreira. Segundo os guardas municipais, um militar chegou a fazer um disparo, que atingiu Lilian no rosto.

Ela foi encaminhada para o Hospital Odilon Behrens, com fratura na mandíbula e perfuração na região da bochecha, Por causa disso, a agente teve que passar por uma cirurgia plástica.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave