100.000 m² de área verde são destruídos ao lado do Parque do Rio Doce

As chamas começaram nessa quinta-feira e continuam nesta sexta; brigadistas do parque e do Instituto Estadual de Florestas, além de bombeiros e Polícia do Meio Ambiente, tentam controlar o fogo

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Parque Estadual do Rio Doce foi a primeira unidade de conservação criada em Minas Gerais
Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce
Parque Estadual do Rio Doce foi a primeira unidade de conservação criada em Minas Gerais

Cerca de 100.000 m² de área verde próximo ao Parque Estadual do Rio Doce, localizado em Coronel Fabriciano, na região do Rio Doce em Minas Gerais, foram destruídos em um incêndio que começou na tarde dessa quinta-feira (29). O incêndio ainda não foi completamente debelado e os trabalhos continuam nesta sexta-feira (30).

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas começaram perto da mata ciliar do rio Piracicaba e, devido ao tempo seco, acabaram se propagando rapidamente. Foi constatado três focos principais do incêndio, mas as causas ainda não foram esclarecidas.

O fogo, rapidamente, atingiu as plantações agrícolas que ficam na região e também algumas áreas do parque e começou a ser combatido pelos bombeiros com a ajuda de brigadistas do parque e de 20 brigadistas do Instituto Estadual de Florestas. Uma equipe da Polícia Ambiental também ajuda no combate. Os trabalhos terminaram por volta de 20h de quinta e foram retomados às 5h desta sexta.

O Parque Estadual do Rio Doce fica a cerca de 250 quilômetros de Belo Horizonte e tem 35.970 hectares. Foi a primeira unidade de conservação estadual criada em Minas. Ele possui o Sistema Integrado de Prevenção, Controle e Combate a Incêndio Florestais, como torres de observação, formação de brigadistas e cursos de captação.