Torcedores, a salvação

iG Minas Gerais |

A bola da vez no futebol brasileiro tem nome: sócio-torcedor. Para alguns times, o caminho da salvação, para outros, a própria salvação. Descobriram que a torcida pode ir além de comprar ingresso e incentivar o time dentro do estádio. O Internacional saiu na frente e tem hoje cerca de 130 mil sócios. O colorado faturou, no ano passado, R$ 40 milhões, mais do que um patrocinador master de peso. Com a euforia da nova arena e a possibilidade de um bom time, o palmeirense enfiou a mão no bolso e já levou o Palestra Itália ao segundo lugar no ranking dos times com maior número de sócios-torcedores. São 82 mil sócios, seguido pelo Grêmio, com 80 mil. O Cruzeiro vai subindo a cada mês e já tem cerca de 70 mil. O Atlético, que só agora começa a dar atenção ao seu programa, tem a metade do rival. Os números vão subindo em todos os clubes, mas ainda estamos longe dos programas dos times europeus. O Benfica-POR se mantém na liderança, com 270 mil. Os portugueses descobriram o caminho das Índias e também do dinheiro do sócio. Para especialistas, o ideal é que o programa de sócio-torcedor contribua com até 20% da receita de um clube e a venda de ingresso, com mais 15%. Ser sócio do clube do coração vai ter que ser motivo de orgulho.

Largada. O Campeonato Mineiro começou em grande estilo, pelo menos na festa de lançamento, que aconteceu na última terça-feira, no Clube Chalezinho. Jogadores do presente e do passado marcaram presença na festa organizada pela Globo Minas, rádios CBN e Globo, jornal O TEMPO e FMF. João Leite e Raul Plassmann foram homenageados e receberam o Troféu Globo Minas.

História. Neste ano, a federação mineira está comemorando 100 anos de fundação, e vamos para o campeonato de número 101. O Atlético ganhou o primeiro, e o Cruzeiro ficou com o último, mas só o América venceu dez vezes seguidas. O Villa Nova foi o último campeão da era do amadorismo e o primeiro do profissionalismo. O Siderúrgica foi a assombração. Histórias não faltam.

Previsão. Das quatro vagas para as semifinais, duas já serão de Atlético e Cruzeiro. Dez times vão brigar pelas outras duas. Difícil apontar favoritos. Vejo um equilíbrio nos times do interior. A vida do América não será fácil. Villa, Tupi, Tombense e Boa vêm fortes. O torneio promete. Não é por acaso que Minas brilha no futebol brasileiro.

Referência. A TV Globo Minas vem investindo na qualidade do campeonato nos últimos anos, e este deverá ser o mais disputado. A emissora está gastando cerca de R$ 20 milhões com os 12 clubes que vão participar da competição, que começa neste fim de semana. O modelo do Campeonato Mineiro é considerado um dos melhores do país. Serão usadas 15 datas até o dia 3 de maio.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave