Para reduzir crime, Estado anuncia contratação de 450 militares

Policiais irão incrementar patrulhamento na região metropolitana de Belo Horizonte

iG Minas Gerais |

Patrulhamento. 
Policiais militares reforçarão segurança na região metropolitana de Belo Horizonte
NIDIN SANCHES / O TEMPO
Patrulhamento. Policiais militares reforçarão segurança na região metropolitana de Belo Horizonte

Para tentar frear o aumento nos índices de criminalidade de Minas, o novo governo do Estado estipulou como meta a contratação de pelo menos 12 mil novos policiais militares nos próximos anos – que é o déficit de profissionais que a corporação enfrenta atualmente, segundo o secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana.

Para resolver o problema de forma mais imediata, ele anunciou na última sexta-feira (23) que 450 homens serão colocados para fazer o reforço do policiamento na região metropolitana de Belo Horizonte. No meio do ano também deverá ser lançado um concurso público para a contração de 2.000 novos militares. Especialistas apontam, no entanto, que o número não é suficiente.

De acordo com Santana, a região metropolitana tem registrado uma média de 12,6 homicídios por dia. Oficialmente, os últimos balanços da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) mostram que, de janeiro a novembro de 2014, foram registrados 604 assassinatos na capital. Em Contagem os números de assassinatos nesse mesmo período foram de 221 e, em Betim, de 185.

“Esses são números de 2014, que estão se refletindo neste ano, e preocupam. Para tentar enfrentar esse problema de forma imediata, estamos fazendo um remanejamento de policiais que estavam em funções administrativas e os colocando no policiamento da rua. E em dentro de seis meses vamos conseguir um aumento de 450 a 500 homens com esse remanejamento”, afirmou.

Ainda não há informações sobre como os novos militares serão distribuídos entre as trinta e 34 cidades da região metropolitana.

“Não é o suficiente, por mais que possa transmitir uma sensação de segurança para a sociedade. O ideal é um conjunto de medidas articuladas de todo o sistema de segurança, que atualmente está desarticulado”, disse o especialista em segurança pública Robson Sávio.

Mudanças

O novo comando da Polícia Militar trabalha com duas frentes para tentar alcançar uma redução na criminalidade.

A primeira é a realização de concursos públicos. A segunda é a criação de novos benefícios para aqueles policiais que possuem o direito de se aposentar, mas que ainda têm condições de trabalhar.

“O efetivo atual passa um pouco de 40 mil homens, então temos que ter 52 mil para poder atender a demanda do Estado”, disse Bernardo Santana.

 

Números

Expectativa: 12 mil policias serão contratados nos próximos anos em Minas Gerais.

Realidade: Estado tem déficit de 12 mil militares.

Ação imediata: 450 policiais militares serão contratados até julho.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave