Temas de Maria entre o popular o erudito

Álbum “Duas Marias” é o primeiro do duo formado pela pianista Maria Teresa e a saxofonista Maria Bragança

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Todos os arranjos do disco são divididos entre Maria Teresa e Maria Bragança
Ana Valadares/Divulgação
Todos os arranjos do disco são divididos entre Maria Teresa e Maria Bragança

Além do nome, as duas Marias que vão subir ao palco da Fundação de Educação Artística, neste fim de semana, também têm em comum o gosto pela mistura da música clássica com a popular. Parceiras de concertos pela Europa afora, a saxofonista Maria Bragança e a pianista Maria Teresa Madeira apresentam, amanhã e domingo, os shows do primeiro disco delas como duo, o álbum instrumental “Duas Marias”, lançado dentro da programação do Verão Arte Contemporânea (VAC).

Apesar de beberem na mesma fonte musical, as duas instrumentistas só se encontraram para uma parceria mais robusta em 2008, quando Maria Teresa gravou piano para o álbum “Trova Brasileira” (2008), de Maria Bragança. “Esse ano foi o que eu decidi ficar mais no Brasil e fizemos mais concertos juntas. Como a Teresa Madeira tem formação erudita e um pé muito luxuoso na música brasileira, e eu também tenho formação erudita, e venho investindo na linguagem do jazz própria do saxofone da música contemporânea, decidimos unir esse gosto que temos pelo clássico-popular”, explica Maria Bragança.

No álbum “Duas Marias”, as instrumentistas repaginam Heitor Villa-Lobos (“Valsa da Dor”) e Radamés Gnattali (“Valsa Triste”), mas também passeiam por sambas de Pixinguinha, tangos de Astor Piazzolla (“Oblivion”) e quatro temas autorais que vão da ciranda ao chorinho: “Mel” e “Chorando de Alegria”, de Maria Teresa, e “Cirandas” e “Memórias, Melancolias e Melancias”, de Maria Bragança. “A gente também faz uma do Jovino Santos Neto (“Bachtevi”), que é um choro bachiano, o popular brasileiro e o erudito, nada melhor para explicar nossa parceria”, diz Maria Bragança.

Diferente do álbum, em que apenas as duas instrumentistas preenchem os arranjos, para o show elas contam com o apoio de Marco Lobo na percussão e Sami Erick nos violões.

Serviço. O lançamento do disco “Duas Marias” acontece amanhã, às 20h, e domingo, às 11h, na Sala Sergio Magnani da Fundação de Educação Artística (rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários). Os ingressos custam R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave