Crises hídrica e de energia são diferentes

Ele ressaltou que o sistema elétrico brasileiro é reforçado pelas usinas térmicas

iG Minas Gerais |

Brasília. Ao contrário do que havia dito há pouco mais de duas semanas, quando comparou a crise hídrica de São Paulo com a situação da energia elétrica no país, o ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, disse ontem que as duas situações são distintas. “Diferentemente do problema hídrico, você tem Cantareira na situação que está e não tem linhas de transmissão para transmitir água de um lugar para outro. Isso você pode fazer na energia elétrica”, disse. Segundo ele, o sistema elétrico pode levar parte da geração do Norte e do Sul para complementar a entrega no Sudeste, que está sem água nas hidrelétricas e gerando menos energia, pois o sistema é interligado. Mas não dá para fazer o mesmo com a água.

Ele ressaltou que o sistema elétrico brasileiro é reforçado pelas usinas térmicas. Portanto, a crise energética causada pelos reservatórios vazios é mais contornável do que a crise de fornecimento de água.

O ministro fez questão de dizer que o sistema elétrico brasileiro é reforçado pelas térmicas, pela usina de Uruguaiana e pela interligação com o Paraguai e a Argentina.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave