MPMG quer conhecer programação

Na semana que vem, ele se reunirá com o superintendente do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) de Ouro Preto para verificar o planejamento de abastecimento

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA |

A promotoria de Justiça de Ouro Preto terá duas importantes reuniões sobre a folia na cidade. Hoje, o promotor Domingos Ventura Miranda Júnior se encontra com representantes da prefeitura, do Corpo de Bombeiros e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para fechar a programação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em vigor desde 2000, que condiciona judicialmente a realização do Carnaval a medidas de responsabilidade do poder público.  

“O que o TAC estabelece é a descentralização das festividades ao longo da cidade, para que não haja uma concentração excessiva e prejudicial ao patrimônio no centro histórico. Portanto, o planejamento deve dar conta de que nenhum bloco pode ter mais de 2.000 pessoas, por exemplo”, disse Júnior.

Na semana que vem, ele se reunirá com o superintendente do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) de Ouro Preto para verificar o planejamento de abastecimento. A reportagem tentou contato com o Semae para saber informações, mas não obteve retorno. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave