Sada Cruzeiro bate Maringá e abre nove pontos na liderança

Sem dó, nem piedade, os atacantes Leal, Wallace e Isac se destacaram e deixaram o adversário atordoado

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

ESPORTES - CONTAGEM MG - BRASIL - 29.1.2015 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI 2014/2015 - SADA CRUZEIRO X MARINGA - No Ginasio Poliesportivo do Riacho em Contagem MG.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - CONTAGEM MG - BRASIL - 29.1.2015 - SUPERLIGA MASCULINA DE VOLEI 2014/2015 - SADA CRUZEIRO X MARINGA - No Ginasio Poliesportivo do Riacho em Contagem MG. Foto: Douglas Magno / O Tempo

O Sada Cruzeiro está "nadando de braçadas" nesta Superliga masculina. E vai abrindo uma grande vantagem em relação aos principais concorrentes na primeira fase. Com a vitória na noite desta quinta-feira, por 3 sets a 0 (25/21, 25/10 e 25/23), sobre o Ziober-Maringá-PR, no ginásio do Riacho, em Contagem, o time celeste aumentou de oito para nove pontos a diferença sobre o segundo colocado, o Funvic-Taubaté-SP. E a cada rodada, a mesma pergunta é feita: Quem segura o líder?

Nesta quinta, a equipe cruzeirense voltou a exibir seu arsenal de jogadas mortais. Os atacantes comandados por Marcelo Mendez estavam em mais uma noite inspirada e acabaram travando uma disputa à parte entre eles mesmos, para ver quem faria mais pontos. Melhor para Leal, autor de 15 pontos, um a mais que Wallace.

Agora, o Sada terá pela frente o lanterna São Bernardo Vôlei, no sábado, às 17h, no ginásio Adib Moises Dib, em São Bernardo do Campo.

O jogo. A disputa se mostrou ferrenha durante boa parte do primeiro set. Até a segunda parada técnica, o Maringá obteve uma pequena vantagem de dois pontos (16 a 14). Porém, o Sada passou a encaixar seu melhor jogo e virou (17 a 16). Aos poucos, o time celeste foi aumentando a diferença, culminando na vitória por 25 a 21.

A segunda parcial foi bem diferente, com o Cruzeiro sobrando em quadra. Sem dó, nem piedade, os atacantes Leal, Wallace e Isac sentavam a mão, deixando o adversário atordoado. O cubano, aliás, se mostrou uma grande arma no saque, com três pontos através deste fundamento – além dos três pontos de ataque que marcou, totalizando seis na etapa. Coube à torcida festejar o triunfo esmagador por 15 pontos de diferença: 25 a 10.

O time do levantador Ricardinho foi para o tudo ou nada no terceiro set. E deu sufoco. Os atacantes Diogo e Rivaldo se destacaram pela equipe paranaense. Mas não foi o bastante para superar o Sada. Frio e calculista, o combinado celeste demonstrou poder de decisão e ganhou por 25 a 23, fechando a partida.  

Leia tudo sobre: sada cruzeirovencemaringacasadisparaliderançasuperliga masculina