TV argentina faz paródia de 'House of Cards' com caso de promotor

Vídeo usa a mesma trilha sonora do seriado e intercala trechos dele com imagens de jornalismo televisivo do caso do promotor Nisman

iG Minas Gerais | Folhapress |

O canal TodoNoticias, que pertence ao grupo Clarín, veiculou em seu site um vídeo em que mistura trechos do seriado "House of Cards", transmitida pela Netflix, com o caso do promotor Alberto Nisman, encontrado morto em seu banheiro quatro dias depois de ter denunciado a presidente Cristina Kirchner.

A paródia dura um minuto e quarenta segundos e foi chamada de "House of K". O vídeo usa a mesma trilha sonora do seriado e intercala trechos dele com imagens de jornalismo televisivo do caso do promotor Nisman.

Em um momento, surge Cristina falando de frente para a câmera, durante seu discurso sobre o caso. A cena é cortada e exibe-se então o protagonista do seriado, Frank Underwood, interpretado pelo ator Kevin Spacey, também olhando para a câmera e falando para o espectador.

Na página da web do TodoNotícias, um texto descreve "House of Cards" como um seriado que mostra "a construção dos fios que sustentam o 'verdadeiro' poder no Congresso e na Casa Branca dos EUA. 'House of K' é a versão da Argentina. Mas, dessa vez, a realidade superou a ficção."

Caso Nisman

Nisman investigava o atentando à sede da Amia (Associação Mutual Israelita Argentina) que deixou 85 mortos, em 1994. O promotor trabalhava com a tese de que os responsáveis pela explosão do carro-bomba eram iranianos.

Em janeiro de 2013, a Argentina e o Irã assinaram um acordo para estabelecer uma comissão binacional para investigar o caso. Mas, para o promotor, na prática, isso implicava em deixar os terroristas impunes.

Em 14 de janeiro, ele denunciou Cristina por encobrir os suspeitos. O corpo de Nisman foi encontrado quatro dias depois, com um tiro na cabeça.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave