Ataques no Sinai egípcio deixam 25 mortos

Bombardeios contra forças de segurança se multiplicaram no Egito desde a destituição, em 2013, do presidente islamita Mohamed Mursi

iG Minas Gerais | AFP |

Pelo menos 25 pessoas morreram, a maioria militares egípcios, nesta quinta-feira, em atentados com foguetes e carro-bomba na província do Sinai norte, segundo um balanço de fontes de saúde e de segurança.

Os ataques, praticados mediante disparos de foguetes e um carro-bomba, atingiram um quartel da polícia, uma base do exército e a zona residencial onde vivem oficiais das forças de segurança em El Arish, capital do Sinai Norte.

O posto de controle de Rafah, na fronteira com a Faixa de Gaza, também foi alvo do ataque, segundo as fontes.

Os atentados contra as forças de segurança se multiplicaram no Egito desde a destituição, em 2013, do presidente islamita Mohamed Mursi.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave