Polícia terá mais 30 dias para para investigar queda de viaduto

A Justiça deferiu o pedido de dilação de prazo para a entrega do inquérito que apura a queda do viaduto Batalha dos Guararapes

iG Minas Gerais | Cinthia Ramalho |

A Justiça deferiu o pedido de dilação de prazo para a entrega do inquérito que apura a queda do viaduto Batalha dos Guararapes. A decisão foi tomada no dia 27 de janeiro e, segundo a assessoria de imprensa do Fórum Lafayette, o delegado Hugo e Silva terá mais trinta dias para apurar as causas do acidente que matou duas pessoas e deixou outras 23 feridas, na avenida Pedro I, na região de Venda Nova, em julho do ano passado.

De acordo com o Fórum Lafayette, após deferir o pedido do delegado, o inquérito foi devolvido à Polícia Civil no dia 27 de janeiro e o novo prazo começou a valer a partir desta data. Porém, Silva informou, por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil, que ainda não recebeu o documento e, por isso, a extensão do prazo ainda não começou a contar.

Conforme a Polícia Civil, o pedido de dilação de prazo, segundo realizado pelo delegado desde a queda do viaduto, foi feito no dia 5 de dezembro do ano passado. Ainda de acordo a corporação, na época, Silva alegou que precisaria de mais tempo para investigar o acidente, já que se tratava de um caso muito complexo.

Até agora, o delegado já ouviu mais de 80 pessoas e, segundo a Polícia Civil, os depoimentos e provas entregues pelas testemunhas ainda serão analisadas.

Relembre. O inquérito foi aberto pela Polícia Civil no dia 3 de julho de 2014, data da queda do viaduto. O primeiro pedido de dilação de prazo para a entrega do documento foi feito no dia 4 de agosto, porém, ele só foi deferido pela Justiça no dia 12 do mesmo mês. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave