GB convoca embaixador russo por aproximação de caças

Os aviões "perturbaram o trânsito de aviação civil. Por isso convocamos o embaixador russo", explicou o ministério das Relações Exteriores em um comunicado

iG Minas Gerais | AFP |

O governo britânico convocou nesta quinta-feira o embaixador russo para pedir a ele explicações pela aproximação de alguns caça-bombardeiros russos no espaço aéreo britânico.

Os aviões "perturbaram o trânsito de aviação civil. Por isso convocamos o embaixador russo", explicou o ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

O comunicado diz que "os aviões russos não entraram no espaço aéreo soberano do Reino Unido e foram escoltados por caças Typhoon da Força Aérea Real (RAF, sigla em inglês) todo o tempo que estiveram na zona de interesse britânica".

Um porta-voz da Autoridade da Aviação Civil disse não estar "seguro de onde vem a ideia" de que houve perturbação no tráfico aéreo e que talvez tenha sido os caças britânicos os que causaram perturbação ao sair ao encontro dos bombardeios.

De todo modo, o Ministério das Relações Exteriores constatou que "a maioria das manobras de ontem são parte de um padrão cada vez mais frequente de operações de aviões russos na zona".

O incidente ocorreu "perto da costa sul" e os caças britânicos saíram de uma base na Escócia, no norte, e de outra no leste do país, segundo um porta-voz do ministério da Defesa.

O ministro estimou em um incidente ao mês deste tipo com aviões russos.

O incidente ocorreu em um contexto de tensão entre Moscou e Londres, pelas sanções que o Ocidente impôs à Rússia por sua participação na crise da Ucrânia e pela investigação da morte do ex-espião russo Alexander Litvinenko, um opositor ao presidente Vladmir Putin, assassinado em Londres em 2006. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave