PM morre após levar tiro na cabeça na Cidade de Deus, no Rio

Um outro policial foi baleado de raspão no ombro, no mesmo tiroteio e já foi liberado pelos médicos que o socorreram

iG Minas Gerais | Folhapress |

Crimes ocorreram na favela Para Pedro, na zona 
norte da cidade
LUCIANO BELFORD / FUTURA PRESS
Crimes ocorreram na favela Para Pedro, na zona norte da cidade

O soldado Bruno Guimarães Miguez, de 30 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (29), após ser atingido por um tiro na cabeça durante um tiroteio na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

Lotado na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) local, o militar realizava um patrulhamento de rotina com outros três policiais quando, na localidade conhecida como Apartamentos, ocorreu a troca de tiros entre a sua equipe e supostos traficantes, que conseguiram fugir.

De acordo com o CPP (Comando de Polícia Pacificadora), Miguez chegou a ser socorrido para a UPA (Unidade Pronto Atendimento) e foi transferido para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade, mas não resistiu ao ferimento.

Um outro policial foi baleado de raspão no ombro, no mesmo tiroteio e já foi liberado pelos médicos que o socorreram.

O policiamento na comunidade foi reforçado, no entanto, o número de policiais que compõem o reforço não foi divulgado. Agentes da Divisão de Homicídios da capital já realizaram uma perícia no local. Miguez era casado e estava na corporação desde 2010. Ainda não há informações sobre o enterro do policial.