MPL protesta contra aumento de tarifa de ônibus na zona sul de SP

Esta é a primeira caminhada organizada pelo movimento, que realiza por volta das 17h desta quinta (29) um novo protesto

iG Minas Gerais | Folhapress |

Milton Michida/ ( Arquivo ) GOVESP
undefined

Cerca de 30 manifestantes participam nesta quinta-feira (29) de uma caminhada pelas ruas do Grajaú, na zona sul da capital paulista.

Organizado pelo MPL (Movimento Passe Livre), a marcha é contra o aumento das tarifas de ônibus, metrô e trem em São Paulo.

Esta é a primeira caminhada organizada pelo movimento, que realiza por volta das 17h desta quinta um novo protesto. A concentração será no vão livre do Masp (Museu de Artes de São Paulo), na avenida Paulista, região central de São Paulo. Será o sexto ato organizado pelo MPL desde o reajuste das tarifas, ocorrido em 5 de janeiro.

Agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) acompanham os manifestantes que ocupam a faixa da esquerda, sentido centro, na rua Frederico René de Jaegher com a avenida Senador Teotônio Vilela.

De acordo com a Polícia Militar, a marcha começou por volta das 6h em frente à garagem da Viação Cidade Dutra, na avenida Dona Belmira Marin. Agora, os manifestantes caminham em direção à subprefeitura da região.

"Enquanto os donos das empresas de ônibus enchem os bolsos de dinheiro, somos humilhados diariamente nos ônibus e trens lotados, que estão sempre quebrando ou dando pane. O aumento prejudica todos os trabalhadores da cidade, mas é ainda pior pra quem mora na periferia. Não bastasse isso, a prefeitura agora quer demitir os cobradores de todos os ônibus da cidade - igual já acontece nas peruas daqui da região há muito tempo --piorando ainda mais o serviço", diz em nota o MPL.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave