WTorre começa a vender cadeiras do estádio do Palmeiras

Por R$ 13 mil anuais, o comprador terá direito a uma cadeira fixa no estádio, no setor oeste tanto para gos quanto para shows

iG Minas Gerais | Folhapress |

No novo estádio, palmeirenses acompanharam a derrota para o Sport por 2 a 0
REPRODUÇÃO FACEBOOK ALLIANZ PARQUE
No novo estádio, palmeirenses acompanharam a derrota para o Sport por 2 a 0

Alvo de disputa judicial entre Palmeiras e WTorre, as cadeiras do novo estádio do clube alviverde começam, nesta semana, a serem comercializadas pela construtora.

O primeiro lote de cadeiras será no luxuoso setor denominado Lounge A1. Por R$ 13 mil anuais (o valor foi apurado pela reportagem; a construtora não confirma o preço), o comprador terá direito a uma cadeira fixa no estádio, no setor oeste (Rua Turiassu), que poderá ser usada tanto nos jogos de futebol quanto nos shows que forem realizados no estádio.

Além disso, o detentor da cadeira contará com uma entrada exclusiva e acesso a um lounge com serviços de buffet.

Inicialmente, apenas algumas unidades serão comercializadas. E, apesar do alto preço, já há uma lista de compradores interessados, de acordo com a assessoria de imprensa da construtora.

A venda de apenas algumas unidades é proposital. Trata-se, praticamente, de uma etapa experimental de comercialização de lugares.

Em outubro de 2013, a Folha de S.Paulo noticiou que as partes divergem quanto ao número de cadeiras que podem ser comercializadas por cada uma no sistema de assinatura, como é o caso do Lounge A1.

Para o clube, a construtora pode comercializar apenas 10 mil cadeiras. A WTorre, por outro lado, acredita que pode negociar todos os assentos. Atualmente, a disputa está em arbitragem, ainda sem data para definição.

Leia tudo sobre: palmeiraswtorreallianz parquearena palmeiras