'Charlie Hebdo' chega nesta quinta às bancas do Brasil

Material começará a ser distribuído para os pontos de venda ao contrário dos rumores divulgados no início da semana de que seria queimado ou teria a distribuição cancelada

iG Minas Gerais | Folhapress |

Edição histórica do 'Charlie Hebddo' chega nesta quinta às bancas do Brasil
AFP
Edição histórica do 'Charlie Hebddo' chega nesta quinta às bancas do Brasil

A edição histórica do "Charlie Hebdo", a primeira após o ataque terrorista que deixou 12 mortos neste mês em Paris, acaba de cumprir o processo aduaneiro no Brasil e foi recebida pela distribuidora Dinap, que importou 10 mil exemplares para serem vendidos no país.

O material começará a ser distribuído para os pontos de venda nesta quinta-feira (29), segundo a Dinap, ao contrário dos rumores divulgados no início da semana de que seria queimado ou teria a distribuição cancelada.

Além das unidades de grandes redes de livrarias como Saraiva e Cultura, o jornal satírico será vendido em bancas de São Paulo, Rio e outras 15 capitais, de acordo com a empresa.

O preço previsto é de R$ 29,90, e o material virá em francês. Uma tiragem de milhões de cópias foi programada para a chamada "edição dos sobreviventes", superando em muito os habituais 60 mil exemplares.

Quando foi lançada no último dia 14 na França, a primeira edição publicada após o ataque à redação do semanário se esgotou em minutos nas bancas de jornais francesas. Houve filas para comprar exemplares em apoio ao semanário satírico.

A capa da edição mostra uma caricatura de Maomé chorando e segurando um cartaz com a frase "Je Suis Charlie" (Eu Sou Charlie) sob a manchete: "Tout est pardonné" (Tudo está perdoado).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave