Repórter é atingido por bala de borracha em ato contra tarifa

Profissional foi atingido enquanto filmava ação de adeptos da tática "black bloc", que prega a depredação do patrimônio como forma de protesto

iG Minas Gerais | Folhapress |

O repórter Fernando Otto, da "TV Estadão", foi atingido por uma bala de borracha lançada pela Polícia Militar durante o protesto do Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento da tarifa na noite desta terça-feira (27).

Segundo o jornal "O Estado de S. Paulo", o profissional foi atingido enquanto filmava ação de adeptos da tática "black bloc", que prega a depredação do patrimônio como forma de protesto. O tiro atingiu o celular que estava no bolso do repórter, que ficou destruído. Otto não se feriu.

O protesto do MPL acabou em confronto entre manifestantes e policiais dentro da estação Faria Lima da linha 4-amarela do metrô. Manifestantes pressionaram funcionários para que eles liberassem a passagem, sem pagamento.

Policiais militares avançaram, e em seguida lançaram bombas de gás, o que provocou pânico entre passageiros. Um manifestante jogou uma pedra em uma sala do local.

PMs, passageiros e funcionários da estação passaram mal com o cheiro do gás. Houve depredação na estação: quatro vidros e uma luminária foram quebrados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave