Frei Betto afirma que Fidel Castro goza de 'muito boa saúde'

Rumores sobre morte do líder cubano surgiram no início do mês de janeiro após silêncio dele sobre histórica reconciliação entre Estados Unidos e Cuba

iG Minas Gerais | AFP |

Frei Betto afirma que Fidel Castro goza de 'muito boa saúde'
ANGELO PETTINATI - 29.11.2011
Frei Betto afirma que Fidel Castro goza de 'muito boa saúde'

O teólogo brasileiro Frei Betto disse, nesta quarta-feira (28), em Havana, que o líder cubano Fidel Castro "desfruta de muito boa saúde", após um encontro entre os dois celebrado na véspera, noticiado pelo jornal oficial Granma.

"O comandante desfruta de muito voa saúde e muito bom humor", disse Betto ao telejornal local, um dia após o encontro, do qual não foram publicadas fotos.

O jornal oficial Granma tinha reportado que "Fidel e o destacado intelectual brasileiro Frei Betto celebraram na tarde de ontem (terça) uma amistosa conversação, ao longo da qual abordaram variados temas nacionais e internacionais".

"A entrevista foi celebrada em um clima afetuoso, característica das amplas e fraternas relações existentes entre Fidel e Betto", acrescentou o jornal.

Betto, por sua vez, destacou que Fidel sempre está em sua "torre de observação privilegiada", referindo-se ao seu retiro doméstico, "mas sempre muito otimista".

"Ele me perguntou do meu encontro com o papa Francisco, ele tem uma profunda admiração pelo papa Francisco", disse Betto, que também respondeu a perguntas de Fidel sobre o restabelecimento das relações entre Cuba e os Estados Unidos.

Fidel "sempre anotava em seus cadernos as coisas que eu lhe dizia", acrescentou.

O encontro foi celebrado um dia depois de Castro, de 88 anos e afastado do poder desde 2006, ter falado pela primeira vez sobre a histórica aproximação entre Cuba e Estados Unidos para declarar que, embora desconfie de seu velho inimigo, não rejeita os acordos, o que foi considerado por Washington como um "sinal positivo".

"Betto citou seu encontro com o Papa Francisco, em 9 de abril do ano passado, e comentou sobre as conferências que deu durante sua viagem a Cuba", mencionou o Granma.

O silêncio de Fidel Castro sobre a histórica reconciliação entre Estados Unidos e Cuba, anunciada por seu irmão e sucessor Raúl Castro e pelo presidente Barack Obama em 17 de dezembro, provocou boatos sobre sua morte no início do mês nas redes sociais e em alguns veículos de comunicação internacionais.

Fidel não aparece em público desde 8 de janeiro de 2014 e a última foto publicada é de agosto do ano passado.

Leia tudo sobre: Fidel Castro; boa saúde;