Projeto do estádio do Atlético está muito perto de sair do papel

A arena, para 40 mil torcedores, já foi idealizada; restam apenas detalhes burocráticos para que a construção seja oficializada

iG Minas Gerais | LUCAS RAGAZZI |

Imagens do projeto novo estádio do Atlético teriam vazado
Imagens do projeto novo estádio do Atlético teriam vazado

Um dos maiores sonhos da torcida atleticana parece estar próximo de ser concretizado. Isso porque fontes ligadas à Prefeitura de Belo Horizonte confirmaram à reportagem de O TEMPO/Super FC,  na tarde desta quarta-feira, que o projeto de construção do estádio do Atlético, na região do bairro Califórnia, é realidade e já caminha para se tornar parte do cenário da capital.

“É um projeto muito bonito, magnífico. Ele já foi idealizado, está todo pronto. Faltam apenas detalhes burocráticos dentro da prefeitura. O pedido formal, que oficializará a construção, ainda não foi feito” revela a fonte ligada ao primeiro escalão da PBH.

Apesar disso, vistorias do terreno já estão sendo realizadas por equipes ligadas ao Atlético e ao município. A intenção é conhecer ao máximo os aspectos geológicos do local para não haver surpresas durante o período pré e pós-construção da arena alvinegra.

O projeto foi desenhado para que o estádio comporte mais de 40 mil torcedores e será situado na região Noroeste da capital, local onde, segundo apurou o O TEMPO/Super FC, a MRV Engenharia possui um terreno. A construtora, inclusive, junto com o banco BMG, que pertence à família do ex-presidente atleticano Ricardo Guimarães, seriam parceiros do clube na obra.

Apesar disso, o presidente da MRV Engenharia, Rubens Menin, rejeitou a possibilidade. “Essa é uma situação fora da realidade”, disse Menin em um rápido contato telefônico com a reportagem na tarde desta quarta-feira.

Faltaria também, ainda de acordo com a fonte ligada à prefeitura, permissões ambientais para a construção do estádio, fato que não seria problema, já que o projeto já é discutido internamente na administração municipal desde o ano passado.

Pelas redes sociais, especula-se que a Ambev, empresa do ramo de bebidas e que já é parceira do Atlético, também teria participação na construção da arena alvinegra. No entanto, a informação não foi confirmada por nenhuma das partes. Como tem acontecido desde o vazamento da informação do projeto, o clube prefere não gerar muita expectativa na torcida. (Com Thiago Nogueira)

Uma obra desse porte tem duração, em média, de dois a três anos, dependendo da disponibilidade financeira, das condições climáticas e da parte burocrática envolvendo as licenças.  

Leia tudo sobre: AtléticoestádioBMGMRV