Brasil aumenta venda de jogadores e é o país que mais exporta

Segundo relatório da Fifa, volume de transferências de atletas vinculados a clubes brasileiros para o exterior cresceu 5%

iG Minas Gerais | Folhapress |

Lateral-direito, que chegou ao São Paulo em 2012, viaja ainda nesta semana para a Catalunha
Reprodução
Lateral-direito, que chegou ao São Paulo em 2012, viaja ainda nesta semana para a Catalunha

O volume de transferências de jogadores vinculados a clubes brasileiros para o exterior cresceu 5% no ano passado, e o país continua sendo o maior mercado exportador do mundo.

Esse dado faz parte do relatório das transação internacionais de atletas relativo a 2014, publicado pela Fifa nesta quarta-feira (28).

De acordo com os dados do sistema de transferências entre clubes de países diferentes, o TMS, o Brasil exportou 689 jogadores no ano passado. O número de importações (repatriamentos ou contratações de estrangeiros) foi de 646. Em 2013, os clubes brasileiros haviam mandado para o exterior 656 atletas.

Entre as principais vendas brasileiras para o exterior no ano passado estão a ida do lateral direito Douglas, ex-São Paulo, para o Barcelona, e a do volante Guilherme, que defendia o Corinthians, para a Udinese.

Segundo a Fifa, foram registradas ao longo de 2014 13.090 transferências internacionais, que movimentaram um valor recorde de US$ 4,1 bilhões, o equivalente a R$ 10,6 bilhões.

O jogador brasileiro foi o que mais participou dessas transações. No total, 1.493 mudaram de país durante o ano passado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave