Mercado de transporte aéreo cresceu 5,7% em 2014

O número, no entanto, mostra queda no ritmo anual de expansão, que foi 6,5% em 2013 e havia ficado próximo a 7% em 2012

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

Pista de pouso do aeroporto de Muriaé passará por obras
Osvaldo Afonso / Imprensa MG
Pista de pouso do aeroporto de Muriaé passará por obras

As companhias aéreas Avianca, Azul, Gol e TAM transportaram 101,5 milhões de passageiros em voos domésticos e internacionais em 2014. O resultado representa alta de 5,7% em relação a 2013. Os dados, divulgados hoje (28), são da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

O número, no entanto, mostra queda no ritmo anual de expansão, que foi 6,5% em 2013 e havia ficado próximo a 7% em 2012. “A redução do ritmo de crescimento anual merece atenção, mas o resultado positivo comprova que continuamos com massificação do avião possibilitada pela liberdade tarifária”, disse em nota, o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz.

Foram 95,1 milhões de passageiros transportados nos voos domésticos e 6,4 milhões nos internacionais. A ocupação dos assentos ficou por volta dos 80%. Em relação às reclamações de passageiros que enfrentaram problemas nos aeroportos e nos voos, a Abear argumentou que as companhias operaram com pontualidade acima dos 92%, mas reconheceu que houve falhas.

“Na média, transportamos quase 280 mil pessoas por dia. São aproximadamente 200 por minuto, todos os minutos do dia, todos os dias do ano. Ainda que estejamos dentro de níveis de excelência internacional, estamos sempre estatisticamente expostos a falhas, que lamentamos e resolvemos”.

Em termos de participação no mercado doméstico, a TAM fechou o ano mais uma vez como líder, obtendo uma parcela de 38,41%. A Gol respondeu por uma fatia de 36,4%,  Azul teve 16,77% de participação e a Avianca, 8,43%.

A TAM também foi a empresa líder em participação no mercado internacional, com 84,48%, seguida pela Gol, que fechou a temporada com uma parcela de 14,92%. A Azul, com 0,57%, e Avianca, com 0,02%, fecham a relação das empresas brasileiras com operações internacionais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave