Empresas do Brasil esperam gerar negócios de US$ 25 mi

A Colombiatex, começou nesta terça e vai até o dia 29. A feira está na 27ª edição

iG Minas Gerais | JULIANA GONTIJO |


Feira na Colômbia vai até quinta-feira e abre negócios nas Américas
Colombiantex / Divulgacao
Feira na Colômbia vai até quinta-feira e abre negócios nas Américas

As empresas brasileiras que participam da feira Colombiatex 2015, em Medellín, na Colômbia, devem repetir o resultado da edição passada, segundo estimativa do diretor superintendente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Fernando Pimentel. “Pelo que vi no primeiro dia, o resultado deve ser bom, já que os estandes das indústrias brasileiras estão bem cheios”, diz.

No ano passado, de acordo com levantamento feito com as 16 empresas brasileiras que participaram do evento, a realização de negócios nos 12 meses subsequentes à Colombiatex foi da ordem de US$ 25 milhões. Já negócios fechados durante a feira somaram US$ 4,4 milhões. “Este ano são 14 empresas e devemos repetir a dose, mesmo com um número menor de participantes”, observa.

Para ele, vários fatores devem ajudar no resultado, entre eles, o crescimento econômico da Colômbia, estimado para 4% neste ano. “O país está passando por uma evolução no poder de compra de sua população”, frisa Pimentel.

O setor têxtil/confecção representa 0,8% do PIB da Colômbia e cerca de 7,5% do PIB industrial.

A Colombiatex, começou nesta terça e vai até o dia 29. A feira está na 27ª edição.

Entre as empresas brasileiras que participam do evento estão Cedro, Santanense, Cataguases, Vicunha, entre outras. Para o diretor da Canatiba, de São Paulo, Fábio Covolan, é um bom termômetro para os negócios internacionais.

A repórter viajou a convite da Colombiatex/Inexmoda

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave