Ato contra a tarifa acaba de forma pacífico em São Paulo

Cerca de 1.000 pessoas participaram do protesto que percorreu vias da zona oeste da capital paulista

iG Minas Gerais | Folhapress |

A quinta manifestação contra o aumento das tarifas em São Paulo terminou de forma pacífica na noite desta terça-feira (27). De acordo com a Polícia Militar, cerca de 1.000 pessoas participaram do protesto que percorreu vias da zona oeste da capital paulista.

O Movimento Passe Livre (MPL), porém, estima que aproximadamente 10 mil pessoas participaram do ato. Dos quatro protestos anteriores, apenas um não registrou confronto, vandalismo e pessoas detidas. A próxima manifestação está marcada para começar na avenida Paulista, no vão-livre do Masp, às 17h.

Nesta terça, os manifestantes começaram a passeata no largo da Batata, às 19h10. Eles seguiram com bandeiras e cartazes pelas avenidas Faria Lima e Eusébio Matoso até chegar à marginal Pinheiros. Do começo ao fim, eles foram acompanhados bem de perto por policiais militares, que fizeram cordões ao redor dos ativistas.

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, e a Cavalaria também acompanharam os manifestantes durante todo o trajeto. A Polícia Militar disse antes do início do protesto que não permitiria o acesso dos manifestantes à marginal Pinheiros. A corporação, porém, recuou e decidiu liberar a pista local da via, por onde os manifestantes seguiram em passeata, no sentido Castello Branco, até o terminal Pinheiros.

Depois, os manifestantes caminharam até voltar ao ponto inicial, no largo da Batata, onde encerraram o protesto de forma pacífica.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave