Justiça do México diz haver 'certeza legal' da morte de estudantes

"A investigação, que inclui confissões de quase uma centena de detidos e elementos materiais, nos dá "a certeza legal de que os estudantes foram mortos", afirmou o procurador-geral, Jesús Murillo Karam

iG Minas Gerais | AFP |

Manifestantes vão as ruas protestar contra o desaparecimento de 43 estudantes
AFP
Manifestantes vão as ruas protestar contra o desaparecimento de 43 estudantes

A procuradoria mexicana anunciou que já há a "certeza legal" de que os 43 estudantes desaparecidos em setembro passado em Guerrero (sul) foram assassinados por pistoleiros do narcotráfico.

A investigação, que inclui confissões de quase uma centena de detidos e elementos materiais, nos dá "a certeza legal de que os normalistas (estudantes) foram mortos nas circunstâncias descritas", disse, em coletiva de imprensa, o procurador-geral, Jesús Murillo Karam.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave