Protestos contra ministro deixam vários feridos em Kosovo

A polícia enfrentou com gases lacrimogênios milhares de manifestantes do partido nacionalista opositor Autodeterminação, que lançaram pedra e tentaram entrar na sede governamental

iG Minas Gerais | AFP |

Manifestantes no Kosovo exigem a demissão de ministro que criticou albaneses
AFP
Manifestantes no Kosovo exigem a demissão de ministro que criticou albaneses

Violentos confrontos entre as forças de segurança de Kosovo e milhares de manifestantes, que exigiam a demissão de um ministro sérvio acusado de insultar a maioria da etnia albanesa, acabaram nesta terça-feira com vários feridos, entre eles quatro policiais.

A polícia enfrentou com gases lacrimogênios milhares de manifestantes do partido nacionalista opositor Autodeterminação, que lançaram pedra e tentaram entrar na sede governamental em Pristina, informou um correspondente da AFP.

Trata-se da segunda grande manifestação desde o sábado na capital de Kosovo para pedir a demissão do ministro do Trabalho, o serbokosovar Aleksander Jablanovic, um dos três únicos ministros da etnia minoritária no executivo do primeiro-ministro Isa Mustafá.

Jablanovic provocou a indignação da maioria albanesa ao classificar de "selvagens" os manifestantes albaneses que impediram há duas semanas um grupo de sérvios visitar um mosteiro no oeste do país por causa do Natal ortodoxo, com o argumento de que havia "criminosos de guerra" entre os peregrinos.

As desculpas públicas do ministro não evitaram vários protestos (de menor tamanho do que este de terça-feira), nos quais os manifestantes gritavam "fora Jablanovic" e "abaixo o governo".

Os albaneses representam mais de 90% dos 1,8 milhões de habitantes de Kosovo, um território que proclamou independência da Sérvia em 2008.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave