Caminhão e ônibus são incendiados durante reintegração de posse em SP

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), após negociação, as famílias aceitaram a remoção, que agora ocorre de forma pacífica

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

A reintegração de posse de uma área pública em Cubatão teve um caminhão e um ônibus incendiados pelos moradores que protestavam contra a ação. Policiais militares acompanham, desde as 5h, a desocupação do terreno, que deve durar o dia todo.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), após negociação, as famílias aceitaram a remoção, que agora ocorre de forma pacífica. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, 70 famílias – um total de 173 pessoas – vivem em casas de alvenaria e de madeira, construídas no terreno desde 1994. A maioria dos moradores, porém, instalou-se no local em 2010.

O terreno está localizado próximo ao trevo do quilômetro 53 da Via Anchieta, no bairro Fabril. O local é área de preservação ambiental e faz parte do Parque Estadual Serra do Mar.

A reintegração de posse, pedida pelo Ministério Público, foi expedida pelo juiz Rodrigo de Moura Jacob, da 4ª Vara do Foro de Cubatão. A polícia informou que se reuniu com os moradores para reduzir os riscos da operação, executada pelo 21º Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Mais cedo, a Ecovias, concessionária que administra a Via Anchieta, chegou a informar que o trecho de Serra do quilômetro 55 ao 40, no sentido São Paulo, estava bloqueado por causa da operação. A concessionária, porém, retificou a informação, esclarecendo que a interdição foi feita devido a obras emergenciais. A subida para a capital paulista é feita apenas pela Rodovia dos Imigrantes.