Suíça aceita dar informações à Itália sobre conta do banco vaticano

O papa Francisco se comprometeu em acelerar sua recuperação e nomeou o suíço René Brülhart para limpar as finanças do Vaticano

iG Minas Gerais | AFP |

Banqueiro diz que se ente `mortificado´
ANGELO CARCONI/ASSOCIATED PRESS
Banqueiro diz que se ente `mortificado´

O Tribunal Penal Federal suíço (TPF) aceitou transmitir informações à justiça italiana sobre a conta que o banco vaticano, o Instituto para as Obras de Religião (IOR), tem nesse país, segundo sentença publicada nesta segunda-feira.

Os juízes do TPF aceitaram o pedido da Itália, apesar do recurso apresentado pelo IOR.

A promotoria da república do tribunal de Roma suspeita que a conta foi utilizada por pessoas terceiras, entre 2007 e 2008, para fazer desaparecer, sob pretexto de doação, fundos procedentes da venda de uma empresa.

O IOR, que se viu envolvido no escândalo do Banco Ambrosiano, nos anos 1970 e 1980, continua sendo alvo de suspeitas.

O papa Francisco se comprometeu em acelerar sua recuperação e nomeou o suíço René Brülhart para limpar as finanças do Vaticano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave