Pentágono acha difícil fechar Guantánamo dentro de 2 anos

122 detentos estão encarcerados em uma base militar no sudeste de Cuba

iG Minas Gerais | AFP |

Crueldade.
 Dupla de psicólogos recebeu para criar métodos de tortura contra prisioneiros da CIA
Ben Fox
Crueldade. Dupla de psicólogos recebeu para criar métodos de tortura contra prisioneiros da CIA

Fechar a prisão de Guantánamo será muito difícil para os Estados Unidos antes que conclua o último mandato do presidente Barack Obama, afirmou nesta segunda-feira o secretário da Defesa Chuck Hagel.

"Vai ser muito difícil, ainda mais se o Congresso impuser novas sanções" sobre as condiçõs estabelecidas para libertar os 122 detentos que ainda se encontram em Guantánamo, e sobre seus países de acolhida, indicou Hagel à rádio pública NPR.

Hagel se defendeu por ter demorado em dar sinal verde para a libertação de certos detentos desta prisão situada em uma base militar americana no sudeste da ilha de Cuba.

"Houve talvez uma demora que não foi muito popular entre algumas pessoas", afirmou Hagel. "Mas fui muito claro com o presidente e o Congresso: se a lei me dá uma responsabilidade, eu faço tudo o que posso para assumi-la porque o povo americano conta com isso".

A lei impõe ao secretário de Defesa certificar que a libertação de um preso não implique uma ameaça significativa para a segurança nacional.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave