Otan diz que acusação de Putin não faz sentido

Putin acusou nesta segunda-feira o exército ucraniano de ser a "Legião Estrangeira da Otan", utilizada pelos ocidentais para conter a Rússia

iG Minas Gerais | AFP |

Vladimir Putin disse que não pretende se manter no cargo indefinidamente, mas não descartou reeleição em 2018
Reprodução
Vladimir Putin disse que não pretende se manter no cargo indefinidamente, mas não descartou reeleição em 2018

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, afirmou que as declarações do presidente russo Vladimir Putin, que acusou o exército ucraniano de ser uma "legião estrangeira da Otan", não fazem sentido.

"A declaração de que existe uma legião estrangeira na Ucrânia é uma total falta de sentido. Não há legião da Otan, as forças estrangeiras na Ucrânia são russas", afirmou em uma reunião extraordinária da comissão Otan-Ucrânia, em Bruxelas.

Putin acusou nesta segunda-feira o exército ucraniano de ser a "Legião Estrangeira da Otan", utilizada pelos ocidentais para conter a Rússia.

"De fato, não se trata de um exército, e sim de uma Legião Estrangeira, neste caso, uma Legião Estrangeira da Otan, que não tem como objetivo a defesa dos interesses nacionais da Ucrânia", declarou Putin em São Petersburgo, segundo imagens da televisão pública russa.

"Trata-se de outro objetivo geopolítico: conter a Rússia", acrescentou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave