Duelo do interior mineiro tem briga direta pela classificação

MOC vai até Juiz de Fora enfrentar time da casa, que pode diminuir diferença para apenas dois pontos se vencer por 3 a 0 ou 3 a 1

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Montes Claros venceu São José por 3 a 0 na última rodada
Divulgação
Montes Claros venceu São José por 3 a 0 na última rodada

Apesar da derrota para o Funvic-Taubaté-SP, na última rodada da Superliga masculina, o ponto conquistado dentro de casa foi muito positivo para o Montes Claros Vôlei. Foi ele que garantiu ao time a oitava posição, um ponto a frente do nono colocado Voleisul-Paquetá-Esportes-RS. Sair de quadra sem pontuar colocaria a equipe do técnico Marcelinho Ramos fora da zona de classificação, obrigando o time a buscar o retorno pela posição nesta terça-feira, fora de casa, contra a UFJF.

A partida diante do adversário regional, válida pela sexta rodada do returno, acontece às 21h30 e terá transmissão ao vivo do Sportv.

Se a UFJF, décima colocada, vencer por 3 a 0 ou 3 a 1, a diferença entre os dois times cai para apenas dois pontos, o que motiva o elenco do técnico Alessandro Fadul a fazer um bom papel dentro de casa.

"O Montes Claros Vôlei é nosso rival direto na competição, o que torna esse jogo ainda mais importante. Vamos jogar em casa e temos que tirar proveito disso. O nosso volume de jogo melhorou, assim como a relação entre o bloqueio e a defesa. Temos que manter esse momento, pois as próximas partidas serão decisivas", comenta o oposto Alemão.

O bom desempenho do MOC mostrado na última partida deixa o elenco mais confiante para o importante duelo.

"Conseguimos mostrar nosso valor contra Taubaté, uma das equipes de maior investimento no país. Tivemos a chance de fazer 3 a 1, mas não deu. Jogamos com eles no ponto a ponto e levamos coisas boas, mesmo com a derrota", comenta o central Pedrão.

Para ele, o time está numa crescente e a meta é manter o bom nível em busca de, no mínimo, manter a oitava posição. "Nosso objetivo é a classificação. Vamos lutar para, se der, melhorar de posição", relata.

Diante de um time que está abaixo na tabela, o Montes Claros sabe que posição na classificação quer dizer muito pouco. "Já demos bobeira contra eles e fomos castigados. Não podemos permitir isso. Todos precisam entrar bem e um jogo frio pode nos ajudar. A UFJF tem colocado dificuldades para vários times, na quadra e na tabela. Temos que dar o nosso máximo", indica o meio-de-rede, lembrando da derrota sofrida por 3 a 1, no turno, dentro de casa.

A UFJF chega fortalecida mesmo depois de duas derrotas seguidas para o Sada Cruzeiro, ambas em Contagem. Enquanto uma partida foi válida pela Copa Brasil, a outra valeu pontos pela Superliga. Apesar de não ter cumprido a meta de sair dos jogos com pelo menos um ponto, o time da Zona da Mata mostrou seu valor e deixou claro que irá brigar até o final por uma classificação inédita.