Promotoria pede 26 anos de prisão para capitão do 'Costa Concordia'

Cruzeiro naufragou e deixou 32 mortos há três anos na costa de Itália; "Não é uma pena exagerada", afirmou a promotora Maria Navarro

iG Minas Gerais | AFP |

A operação para erguer a embarcação também pressionou e danificou a lateral submersa
AP/Imagens
A operação para erguer a embarcação também pressionou e danificou a lateral submersa

A promotoria italiana pediu nesta segunda-feira (26) uma pena de 26 anos e três meses de prisão para Francesco Schettino, o capitão do cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou deixando 32 mortos há três anos na costa da Itália.

"Não é uma pena exagerada", afirmou a promotora Maria Navarro ao tribunal de  Grossetto (Toscana), onde o capitão está sendo julgado por homicídio múltiplo e abandono de navio.