Especialista prevê menor investimento

iG Minas Gerais |

Os investimentos da indústria no país e no Estado devem ser menores neste ano, segundo o economista da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) Paulo Casaca. Além do cenário econômico complicado, pesa na decisão a disponibilidade e o custo da energia. “É uma variável que interfere na competitividade. As indústrias precisam de energia, algumas mais do que outras, dependendo da área de atuação. Sem garantia de fornecimento do insumo, não há como investir”, observa.

Ele ressalta que as indústrias de uso mais intensivo de energia são as do segmento siderúrgico, como de ferro-liga, de ferro-gusa, além da indústria cimenteira.

E o cenário é mesmo de recuo dos investimentos, já que, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), 69,3% das empresas do setor pretendem investir em 2015 percentual menor do que em 2014: 78,1%.[ *MAIS* ] (JG)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave